Loading... Loading...

Carmo

Rua Oliveira ao Carmo

Localização

Rua Oliveira ao Carmo, Lisboa

Tipo

Habitacional, Reabilitação

Ano

2016 -

Área

286 m2

O projecto localiza-se no centro histórico de Lisboa, na proximidade do Convento do Carmo, que apesar de ter sido destruído pelo terramoto no ano 1755, continua a ser uma das maiores atrações turísticas da zona.

O prédio pré-existente, com uma implantação reduzida de 56 m2, tem a sua origem no século XIX e ao longo do tempo, ao contrário dos edifícios confinantes, não sofreu nenhumas alterações nem ampliações. Como consequência, é um prédio significativamente menor do que os prédios vizinhos, mais degradado e com as divisões interiores não optimizadas à realidade moderna.

Para melhorar a imagem do prédio, acrescentámos o apartamento duplex com aproveitamento do sótão para habitação, com vista para o centro da cidade e o Convento do Carmo.

Nesta intervenção era crucial preservar as fachadas existentes. O que é proposto como novo enquadra-se no desenho da fachada com o mesmo ritmo e formalização arquitetónica, respeitando os alinhamentos existentes.

Decidimos revestir o prédio em cerâmicos vidrados tradicionais, para valorizar a vizinhança e devolver ao prédio o seu brilho anterior.

O princípio do projecto era melhorar o funcionamento do edifício através do reposicionamento das escadas comuns e afastamento das mesmas da fachada principal. Apesar de deslocá-las para a zona mais escura, por instalação da claraboia e utilização do material semi-transparente (chapa perfurada) as escadas não perderam o acesso à luz natural.

A caixa de escada não é o único elemento moderno contido dentro das paredes antigas. O projecto resultou em apartamentos T2,T1 e T0 com quartos confortáveis, casas de banho minimalistas e salas amplas com kitchenettes subtilmente enquadradas.

Cada um dos apartamentos ficou marcado com nichos de cor única, localizados nas zonas comuns de cada um dos apartamentos.

A intervenção assume-se como moderna, respeitando o tempo e a história da construção existente, preservando os elementos que se consideram fundamentais.

 

 

Share it

Facebook

Google+

Pinterest